BEM VINDO

As relações entre Brasil e Israel são relações exteriores entre a República Federativa do Brasil e o Estado de Israel. Os dois países estabeleceram relações diplomáticas em 7 de fevereiro de 1949. O Brasil possui uma embaixada em Tel Aviv e Israel, em Brasília. O atual embaixador de Israel no Brasil é Reda Mansour e o embaixador brasileiro no Estado Judeu é Henrique da Silveira Sardinha Pinto. Há atualmente 107.341 Judeus no Brasil e 20.100 Brasileiros em Israel.

Brasil Israel

ompreender a questão geopolítica do Oriente Médio exige uma visão ampla da história da região e passa necessariamente pelo conhecimento da fundação do Estado de Israel.

Se a existência de Israel atual é recente - a independência data de 1948 -, sua história é muito mais longa e se confunde com a do povo judeu e de seus antepassados, os hebreus, da Antiguidade.

Pode-se aceitar que ela tenha começado com os patriarcas bíblicos, como Abraão, seu filho Isaac e seu neto Jacó, a quem, segundo o Gênesis (primeiro livro da Bíblia), Deus chamou de Israel. O nome de Israel se estendeu a uma estreita faixa de terra onde viviam os descendentes de Jacó, entre o mar Mediterrâneo, a península Arábica e a Síria cerca de 2 mil anos antes de Cristo. Por se tratar de um local que constitui uma ponte natural entre a Ásia, a África e a Europa, a região foi sempre disputada e - da Antiguidade até meados do século 20 - os grandes impérios ali se impuseram: egípcios, assírios, babilônios, persas, gregos, romanos, bizantinos, árabes, turcos e ingleses... leia mais em

A HISTÓRIA

GUIA DA COMPRA

PRAGMA CONSULTORIA

BEBÊ QUE DORME

gallery/guia da compra - logo

parceiros

gallery/d3c47c5ba56b3e6c27797ccf1012fcf7
gallery/cce49de3b801fe5069433679e7484833

RELações comerciais

O diplomata brasileiro Oswaldo Aranha presidiu a Assembléia Geral das Nações Unidas em 1947, que tomou a histórica decisão da partilha que levou à criação do Estado de Israel em 1948. O ato constituiu um importante marco nas relações do Brasil com o nascente Estado de Israel.

 

​O Brasil foi um dos primeiros países a reconhecer o Estado de Israel. Em 1951 foi criada a Legação do Brasil em Tel Aviv, elevada, em 1958, à categoria de Embaixada. Também em 1951, Israel inaugurou sua Embaixada no Brasil no Rio de Janeiro sendo, posteriormente, transferida para Brasília.

 

Brasil e Israel compartilham uma longa história de intercâmbio nas áreas técnica, científica e tecnológica. Desde os anos 1960, Israel contribui para o desenvolvimento da agricultura do semi-árido, por meio da difusão de técnicas de irrigação em regiões do Nordeste brasileiro. Agora, com a visita do Presidente Shimon Peres e a assinatura de um novo acordo, Brasil e Israel irão trabalhar juntos em cooperação técnica em benefício de outros países, especialmente na África.

Durante o regime militar no Brasil, as relações políticas entre os dois países foram limitadas, mas o intercâmbio cultural floresceu com grande influência do Tropicalismo e da Bossa Nova à musica israelense e muitas músicas brasileiras foram traduzidas para o hebraico – o último show ao vivo de Tom Jobim foi em Jerusalém, capital de Israel. Na época, Niemeyer passou um tempo em Israel onde projetou várias obras, incluindo a Universidade de Haifa.

As relações culturais continuam aumentando ainda hoje. Israel tem participado frequentemente de eventos culturais brasileiros como bienais de arquitetura, bienais de arte, festivais de cinema, feiras literárias etc. A cultura popular brasileira segue bem recebida em Israel com escolas de capoeira e música instaladas no país.

 

Nos últimos anos as relações políticas se fortificaram com uma série de visitas ministeriais e comerciais de ambos os lados, como a visita à Israel do Ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim,  o Ministro da Educação, Fernando Haddad, o Ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima, a ex-Ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, e o ex-Ministro de Assuntos Estratégicos, Roberto Mangabeira Unger. Já o Brasil foi visitado por Ehud Olmert, na época Ministro da Indústria, e pelos Ministros de Segurança Pública, Educação e Agricultura de Israel, entre outras importantes missões. Em 2009 veio ao Brasil, pela primeira vez em mais de 20 anos, o Ministro das Relações Exteriores e Vice-Primeiro-Ministro, Avigdor Liberman. Essas trocas de visita trouxeram uma série de acordos bilaterais importantes nos campos da educação, agricultura, cooperação na área de saúde, pesquisa científica industrial e aduaneira.

 

O Acordo de Livre Comércio entre Israel e o Mercosul, assinado em 2007, constituiu Israel como primeiro parceiro extra-regional a firmar este tipo de acordo com o bloco. Trata-se de acordo de abertura de mercados que cobre, também, comércio de bens, regras de origem, salvaguardas, cooperação em normas técnicas, sanitárias e fitossanitárias, cooperação tecnológica e técnica e cooperação aduaneira. Em 2008 o comércio bilateral ultrapassou 1,5 bilhões de dólares.

Além das relações comerciais, outros tipos de cooperação em vários temas são mantidos entre Brasil e Israel. Um dos programas oferecidos, pela Embaixada de Israel no Brasil, é o Mashav, que fornece bolsas de estudos para cursos em diversas áreas em Israel. No último ano, 48 brasileiros participaram de cursos em Israel através Mashav. Além disso, existe uma cooperação e boas relações científicas entre Universidades do Brasil e de Israel.

Israel recebeu no último ano mais de 30 mil turistas e trabalha com a meta de atingir o número de 50 mil brasileiros visitando o país por ano.

 

Dados Políticos de Israel:

Governo: República parlamentarista
Capital: Jerusalém foi declarada capital do Estado de Israel mediante aprovação da Lei Básica de 30/7/1980.
Divisões Administrativas: 6 distritos: Central, Haifa, Jerusalém, Norte, Sul e Tel Aviv.
Chefe de Estado: Presidente Shimon Peres, do Kadima, desde 15 de julho de 2007.
Chefe de Governo: Primeiro-Ministro Benjamim Netanyahu, do Likud, desde 31 de março de 2009.

 

Fonte: Embaixada de Israel - Brasil

Brasil Israel

PASSADO E PRESENTE

A historiá do povo de Israel por si só é um dos mais belos capitulos da historia mundial. A partir do surgimento da era neocapitalista, bem como suas ideologias pró-liberdade fizemos o estreitamento com o república brasileira crescer exponelcialmente.

 

As relações culturais continuam aumentando ainda hoje. Israel tem participado frequentemente de eventos culturais brasileiros como bienais de arquitetura, bienais de arte, festivais de cinema, feiras literárias etc. A cultura popular brasileira segue bem recebida em Israel com escolas de capoeira e música instaladas no país.

 

No dia 1 de janeiro de 2019 tivemos um marco histórico desta parceria. O primeiro ministro de israel veio ao Brasil para a posse do presidente eleito Jair Bolsonaro. 

 

Benjamin Netanyahu afirmou que seu país e o Brasil iniciaram "uma nova era" nas relações após uma visita de cinco dias, em que compareceu à cerimônia de posse do novo presidente brasileiro que, seguindo o exemplo dos EUA, anunciou a mudança da embaixada do Brasil em Israel de Tel Aviv para Jerusalém. 

Brasil Israel

A site brasilisrael tem como objetivo trazer o panorama geral das relações estre os dois países.

 

Através da historia recente de ambos, bem como a nítida afinidade de caráter ideológico, é possivel traçar um horizonte prospero para os próximos anos entre as duas potências mundias.

 

Através do excelentíssimo Presidente Jair Messias Bolsonaro, essa relação tende a aumentar.

 

Dúvidas, sugestões e parceiras, envie email para o nosso CEO atraves do endereço augustopiper@gmail.com.

gallery/pic03
gallery/pic04

SOBRE NÓS

PROJETOS

gallery/pic02

e-Book grátis sobre o cenário geopolítico mundial

Passado e presente

O comércio de Israel